Home
:: www.imebi.com.br ::

A matéria abaixo foi escrita com a participação do Dr. Douglas Carignani Jr. para a revista "Dieta Já" - Edição 120, de Agosto/06.

POLÊMICA

Suplementos?


A facilidade de encontrar e, pior, de comprar, aqueles potes enormes cheios de vitaminas, minerais e outras substâncias pode ser uma armadilha. Não entre nessa!

Cuidado! Há riscos para quem toma sem orientação médica

Músculos e... problemas de saúde!


Cada dia mais e mais pessoas estão recorrendo aos suplementos esportivos, acreditando que são capazes de fazer milagres de emagrecimento. Outro fator que favorece o aumento do consumo desses produtos: eles são vendidos sem critério em lojas especializadas, academias, farmácias e supermercados. A maioria dos usuários de tais produtos, entretanto, não sabe que eles podem representar um grande perigo para a saúde. E que, além de não ajudar a emagrecer, contém substâncias que podem causar danos ao organismo. São remédios e, como tais precisam ser prescritos pelo médico.

O especialista em Medicina Biomolecular e em Nutrologia, (SP), Douglas Carignani Jr, confirma que os suplementos esportivos só devem ser usados sob orientação médica. "É necessário estar atento a cada espécie de organismo e suas particularidades, (o metabolismo, por exemplo) e ainda àquilo que o paciente deseja com a orientação nutricional. Sim, porque o médico pode dimensionar o corpo de diversas maneiras dependendo do esporte escolhido e do biotipo de cada um", explica.

Na avaliação médica, é feito um inquérito detalhado do paciente, procurando saber seu histórico familiar para levantar a tendência de aumento de colesterol ou diabetes, entre outros fatores. São necessários ainda exames físicos e laboratoriais para pesquisar como funciona sua digestão.

Segundo ele, muitas vezes a suplementação pode ser realizada apenas com uma boa indicação nutricional, sem o uso de compostos caros. "O dano causado pelo uso abusivo e indiscriminado pode ser uma sobrecarga no funcionamento do fígado e dos rins, dentre tantos outros", completa.

Queimadores de gordura, que nada!


Fáceis de encontrar e mais ainda de comprar, já que não necessitam de prescrição médica, os suplementos esportivos são comercializados como queimadores de gordura, mas na verdade, segundo o professor de Educação Física Arnaldo Andreotti, coordenador da Ecofit Academia (SP), alerta que são verdadeiras bombas para o corpo. "Eles são ricos em aminoácidos, carboidratos e sais minerais que, em excesso, podem causar além do aumento de massa muscular indesejável, outros problemas de saúde ocasionados pelos resíduos acumulados no organismo. O cálculo renal é o mais comum", afirma.

"O agravante é que esses suplementos esportivos agem acelerando o metabolismo, no entanto, podem provocar danos irreversíveis, como a arritmia cardíaca", alerta o especialista. "Por isso o suplemento só deve ser ingerido com prescrição do endocrinologista ou nutricionista e após exames laboratoriais. Assim, o profissional pode escolher o complexo de acordo com a necessidade de cada paciente", completa Andreotti.



 
Home Voltar Topo Imprimir


Desenvolvimento e Hospedagem de Sites