Home
:: www.imebi.com.br ::

Mineralograma Capilar, é um método laboratorial que permite estabelecer os parâmetros do equilíbrio ou desequilíbrio de metais e minerais no organismo. Apesar de ser um exame cuja especificidade e sensibilidade são variáveis de acordo com o mineral ou metal mensurado, ele nos permite identificar aqueles metais que possam estar agindo como catalizadores de reações produtoras de substâncias agressoras, ou potencialmente agressoras, ao nosso organismo. Além disso, nos permite, ao mesmo tempo, determinar os minerais, muitos deles essenciais ao organismo, cujo déficit pode estar associado ao quadro clínico predominante no paciente.

Estas análises nos permitem, no conjunto, estabelecer um protocolo terapêutico que possa complementar e/ou suplementar uma estratégia convencionalmente estabelecida no tratamento da patologia predominante no paciente.

Ao mesmo tempo nos permitem, no curso do tratamento, determinar o sucesso ou insucesso de nosso protocolo estabelecido, com uma forma muito simples, um novo exame, que vai determinar se é possível atingir o equilíbrio do organismo.

É importante destacar que o exame de cabelo não é um procedimento propedêutico de diagnóstico. Ele não identifica doença, nem fecha um diagnóstico previamente estabelecido. Pelo contrário, ele é um screening que nos indica aquilo que está acontecendo com os metais e minerais dentro do organismo e como podemos relacionar os excessos e deficiências dos mesmos com as patologias ou com os estados de saúde presente no paciente avaliado. Eventualmente, é um exame que pode ser feito na população sadia, como uma forma de estabelecer as necessidades para manter uma saúde ideal.

Os indivíduos, nas sociedades desenvolvidas e em desenvolvimento, estão expostos a uma série de fatores que podem determinar deficiências de minerais essenciais no organismo, principalmente através de exposição a poluentes que estejam na alimentação sólida e líquida do dia-a-dia, fato que determina troca entre os minerais provocando uma eliminação do organismo de elementos que são necessários para um funcionamento dentro do conceito de hemostasia.

Ao mesmo tempo, este fenômeno de troca permite o depósito de metais pesados, que, além de agirem como catalisadores, formadores de Radicais Livres, podem por si só agir como fatores degeneradores teciduais ou determinar fenômenos de toxicidade física.

Em doenças, o exame do cabelo permite identificar os elementos necessários que serão suplementados ou complementados, assim como os elementos tóxicos que serão retirados do organismo como uma forma eventual de potencializar um tratamento previamente estabelecido.

Portanto, podemos indicar o exame do cabelo em diferentes tipos de situações:

A - Indivíduos sadios que procuram definir o seu nível de equilíbrio como um fator determinante de saúde;

B - Indivíduos em situação limítrofe de saúde (quadros subclínicos), processos infecciosos constantes, sintomas inespecíficos que não se relacionam a doenças que possam ser diagnosticadas atualmente, como cansaço, depressão, astenia, estresse, fraqueza, insônia e que, muitas vezes definidas como estresse, podem ser corrigidas através de uma avaliação do mineralograma associado a outros procedimentos terapêuticos que visem encontrar a homeostasia;

C - Indivíduos doentes, cujas patologias precisem de tratamentos estabelecidos, mas que possam vir a ser potencializados através da implementação de suplementos nutricionais ou aplicação de elementos que nos permitam retirar do organismo substâncias que possam ser tóxicas ou intermediárias na produção de outras que alteram o equilíbrio interno.

É evidente que as modificações esperadas no cabelo são demoradas, razão pela qual este exame não identifica modificações agudas ou rápidas, dentro dos níveis de metais ou minerais. Sendo assim, a periodicidade do exame é anual, e em alguns casos mais delicados pode ser feito semestralmente.

É evidente que as modificações a acontecer no cabelo são demoradas, razão pela qual este exame não identifica modificações agudas ou rápidas, dentro dos níveis de metais ou minerais. Sendo assim, a periodicidade do exame é anual, e em alguns casos mais delicados pode ser feito semestralmente.



 
Home Voltar Topo Imprimir


Desenvolvimento e Hospedagem de Sites